Imagem capa - Aprenda a Planejar Sua Lua de Mel Perfeita  por Studio JR.
Casamento

Aprenda a Planejar Sua Lua de Mel Perfeita

Assim como o casamento, a lua de mel exige estudo e dedicação para escolher um local encantador e barato. Porém, o lado positivo de planejar a lua de mel é que esta tarefa pode ser divertida e estimulante, além de menos cansativa, quando comparada a organizar um casamento.


A primeira regra para que vocês, como casal, escolham o destino certo é procurarem por uma cidade ou país que agrade os dois. A lua de mel é responsável por aproximar o casal, e por isso, ambos precisam estar confortáveis com o local selecionado para que se divirtam e aproveitem ao máximo.


Não sabe como planejar a lua de mel? Acompanhe as nossas dicas para que sua viagem seja memorável e marque o início da trajetória de vocês como casal.



  • 1- Respeite seu orçamento

De acordo com o gasto máximo estipulado pelo casal, é possível definir se há possibilidades de conhecer outro país, além da quantidade de dias de estadia e os passeios que englobam a viagem.


Dessa forma, se o seu orçamento for pequeno, pondere se vale a pena ir para o exterior e ficar pouco tempo, ou então viajar pelo Brasil e desfrutar mais dias de descanso.


Para ter uma lua de mel barata, você e seu companheiro podem optar pela baixa temporada.


Assim, se perceberem que o destino escolhido é muito disputado em determinada época do ano, uma alternativa é adiar a lua de mel.


Além de economizar financeiramente, tanto nas passagens aéreas quanto no preço do hotel, a tranquilidade é um fator essencial para a viagem de vocês.


Deste modo, planejar a lua de mel em alta temporada é sinônimo de pontos turísticos lotados e serviços mais concorridos, como o café da manhã e áreas de lazer do hotel, restaurantes da cidade e demais atrações.


Outra forma de como fazer uma lua de mel barata, de acordo com seu orçamento, é delimitar uma média de gastos por dia.


Depois de definir a quantidade de dias de viagem, calcule a média diária de dinheiro que poderão utilizar, garantindo maior controle nas despesas e respeitando o orçamento máximo.


  • 2- Veja as opções das agências de turismo


Uma das dicas para planejar lua de mel é através das agências de turismo. Elas proporcionam comodidade ao casal, pois nos pacotes de viagem estão inclusos a passagem, hospedagem e diversas atividades turísticas.


Para escolher uma agência de turismo confiável e com o melhor preço, conheça várias e pesquise os valores.


Um fator relevante para procurar por uma agência de viagens é o parcelamento que ela possibilita.


Depois de definida a empresa responsável pela lua de mel de vocês, planejar a lua de mel envolve ainda ter cuidado com os roteiros extensos, os quais abordam muitos destinos num único pacote.


Isso resulta em fazer e desfazer as malas muitas vezes, além de aguentar horas referentes às viagens inclusas no pacote.


Dessa forma, essa correria pode se tornar desgastante, porque vocês já se cansaram com todos os preparativos do casamento e agora terão outras maratonas pela frente.


  • 3- Confira os serviços do hotel

Uma das recomendações de como planejar uma viagem de lua de mel engloba os tipos de serviços embutidos no seu pacote de hotel.


Se você prefere passar grande parte do tempo no hotel, a sós, namorando e relaxando no próprio resort, verifique a alternativa de contratar o “all inclusive”.


Essa categoria, que traduzindo significa “tudo incluído” no pacote, pode refletir um excelente custo-benefício. Na categoria all inclusive, as bebidas, comidas, spas e serviços do hotel podem fazer parte da sua estadia.


Caso você e seu par desejem mais romantismo, pedir um quarto com banheira é uma opção a se considerar. Um banheiro com esse item adicional não irá sobrecarregar o orçamento de vocês.


Uma sugestão de como ter uma lua de mel barata é avisando o estabelecimento que são recém-casados. Assim, vocês podem ganhar presentes do hotel e evitam gastar com os mesmos.


Muitos resorts dão regalias para os casais em lua de mel, tais como um quarto melhor, garrafas de champagne e oferecem gratuitamente alguns serviços do hotel.


Essa dica também vale aos restaurantes que visitar, já que poderão ganhar drinks, sobremesas por conta da casa e ainda descontos.


  • 4- Sugestão de lugares baratos

Se ainda não decidiu aonde ir na lua de mel, locais como Ásia e África podem ser ótimos substitutos à Europa.


Muitos desses países o real é bem valorizado. Apesar do custo mais caro da passagem, devido à grande distância, nesses destinos você terá muito mais conforto gastando menos.

Veja outros pontos turísticos que separamos para você:


  • • Bonito, Mato Grosso do Sul

Na baixa temporada, Bonito é uma cidade que pode caber no seu bolso. Este lugar tem inúmeras opções de passeio, além de uma natureza incrível para vocês conhecerem.


O casal ficará encantado com a bela passagem, podendo realizar diversas aventuras nas montanhas, matas, grutas, rios e cachoeiras.


  • Porto de Galinhas, Pernambuco

Quanto estive planejando minha lua de mel, Porto de Galinhas estava presente na lista, pois a beleza do local é encantadora.


Nesta cidade, muitas praias podem ser exploradas com passeios de bugues. Também há a possibilidade de conhecer as piscinas naturais por meio das jangadas.


Estas piscinas são ricas em peixes coloridos. Outra atividade turística na região é o mergulho, que pode ser feito, por exemplo, na ilha de Santo Aleixo.


  • Mendoza, Argentina

Mendoza é uma das cidades para lua de mel barata, localidade ideal para momentos românticos, o que inclui um cardápio recheado de bons vinhos.


A cidade de Mendoza fica próxima das montanhas nevadas da Cordilheira dos Andes. A magnífica paisagem, assim como a espetacular gastronomia e excelentes hotéis vão surpreender vocês.


Conclusão


A lua de mel simboliza maior envolvimento e união do casal. As viagens que ela promove levam a lugares ímpares e aconchegantes, com a companhia perfeita.


Quando planejar a lua de mel, para que o limite de gastos seja respeitado, é importante visitar lugares na baixa temporada. Outra dica é fazer uma média de dinheiro que pode ser gasto a cada dia. A partir daí, o casal precisa apenas realizar as compras de acordo com o teto diário estabelecido.