27/05/2021 às 18:59 Dica para casamento Casamento

Maneiras de incluir o pet na cerimônia do seu casamento

17
4min de leitura

  Para muitas pessoas os pets são como um membro da família e, nesse momento tão especial, deixá-los fazer parte da celebração será simbólico para o casal. Portanto, convidem seus pets a participarem do casamento, com certeza será uma diversão a mais! 

  Se as pessoas mais importantes da vida do casal estarão presentes, os pets, muitas vezes, estão incluídos neste time. Vários casais resolvem adotar um bichinho juntos e o resultado é que acabam se apaixonando e levando o mascote para todo canto, inclusive para o altar. Mas não basta colocar o mascotinho na lista de convidados, vocês devem tomar alguns cuidados para que sua presença seja agradável e não traga possíveis problemas. Já pensou se o seu amigo fiel inventa de comer o bolo do casamento antes de todos?

  Para começar, vocês precisam analisar diversos fatores antes de vestirem o smoking no bichinho.

  Vamos lá? 

Converse com os responsáveis pelo local

Se você pretende casar na igreja, a ideia de incluir o pet na cerimônia fica um pouco distante, pois são poucas as capelas ou igrejas que permitem a entrada do animal. O Dia de São Francisco de Assis é comemorado todos os anos em 4 de outubro. Um dos santos mais queridos pela comunidade católica romana, é o padroeiro dos animais, da natureza e, também conhecido por ser o santo dos pobres. Portanto, se além de planejarem uma linda decoração da igreja do casamento estão cogitando levar o pet ao altar, procurem uma paróquia de São Francisco de Assis que é a única que permite animais dentro da igreja, mas mesmo sendo do santo padroeiro, nem todas aprovam.

Essa ideia é mais palpável para casamentos no campo ou na praia, mas isso não quer dizer que em espaços fechados seja impossível. Verifique as regras do local e tenha certeza de que será seguro para o seu filho de quatro patas participar da cerimônia.

Ambientação

Em alguma das visitas até o local do casamento, leve o pet para que ele conheça o perímetro e se familiarize com o espaço.

Deixe que ele corra pelo gramado e se acostume com o ambiente. Simule a entrada dele algumas vezes e observe se ele se sente confortável.

O comportamento do animal

Talvez essa seja a parte mais importante na decisão de levar o bichinho até o casamento.

Qual é o temperamento dele?

O ideal é que seu pet seja sociável e goste de estar entre várias pessoas. Avalie também como ele se comporta em ambientes desconhecidos e com pessoas desconhecidas – se ele gosta, perfeito!

Já para um bichinho bravo ou mais quietinho, não será uma boa ideia forçar algo que não fará bem para ele. É importante ter certeza de que não será uma experiência desagradável.

Defina primeiro qual será a participação do pet no casamento.

Ele estará presente para algumas fotos, levará as alianças, anunciará a entrada da noiva ou fará uma entrada descontraída com alguma plaquinha divertida?

Também é importante definir se ele entrará com alguém guiando, por exemplo o pajem ou a daminha.

Se seu pet entrará sozinho, ele precisa ser adestrado e treinado. Esqueçam a ideia de que vocês apenas o levarão até o local da cerimônia e ele caminhará feliz da vida até o altar.

Se alguém entrará com ele, treinem antes e acostumem o animalzinho com a pessoa que o acompanhará na entrada, para evitar surpresas desagradáveis no dia. Se a pessoa tem intimidade com o animalzinho, já é um grande passo, pois ela terá que saber como agir caso ele esteja inquieto ou com medo – ele precisa confiar em quem estará lá.

 
 

Quem ficará com o pet no casamento?

Você precisará contratar ou contar com uma pessoa de confiança para cuidar do animalzinho no processo que ocorrer antes e depois da cerimônia.

Alguém com paciência, que cuide e brinque com ele para distraí-lo enquanto tudo acontece – isso é primordial para garantir que o pet fique feliz e calmo, pois tudo que os noivos mais querem é o seu bem-estar no grande dia.

Assim que a cerimônia acabar e a festa começar, o bichinho provavelmente precisará ser levado para casa, pois ele não poderá ficar a noite toda em um local que não conhece e com pessoas que não está acostumado. Planeje com antecedência quem ficará responsável por isso.

Caso não dê pra levar o pet, que tal representar ele na decoração? Olha só que fofo esse topo de bolo com a família completa!                                                                           

Ter o pet no casamento requer planejamento e muito bom senso, mas é claro que quando dá certo, nós ficamos babando e morrendo de amores por aquele serzinho fofo que alegra tudo por onde passa!

E aí, seu animalzinho vai participar do grande dia?

Ah, se você já disse SIM e o bichinho de estimação participou, dê suas dicas também!

27 Mai 2021

Maneiras de incluir o pet na cerimônia do seu casamento

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

cachorro no casamento Casamento Dicas de Casamento Dicas para Noivas fotógrafo Fotografo de Casamento noivas pet no casamento pets

Quem viu também curtiu

12 de Set de 2017

Significado das Cores do Vestido de Noiva

24 de Nov de 2017

10 Ideias de Lembrancinhas para Padrinhos e Madrinhas de Casamento

19 de Set de 2017

12 Sugestões de Cores Para a Decoração de Seu Casamento